Audiência Pública debate a criação da Secretaria de Segurança Pública e da Guarda Municipal


Por / 19 de maio de 2017

Representantes de órgãos ligados à segurança pública, membros dos poderes Executivo e Legislativo, além de comunidade em geral participaram de uma audiência pública no auditório da Câmara de Vereadores. A pauta, discutida nessa quinta-feira, 18, foi a criação da Secretaria Municipal de Segurança Pública e Ação Social e da Guarda Municipal.

Na ocasião, o autor do requerimento para realização da audiência, vereador Rodrigo Moreira, lembrou que esses projetos estão sendo debatidos desde 2009. O parlamentar também informou que reuniões com diferentes órgãos para discutir o combate ao crime e a prevenção da violência já estavam sendo promovidas.

Em sua fala aos presentes, o prefeito Herzem Gusmão informou que antecipou o debate sobre os temas. “Eu esperava iniciar o debate no segundo semestre deste ano, mas decidimos que Vitória da Conquista precisava de iniciativas imediatas nesse sentido”.

O gestor ainda ressaltou que apesar da necessidade do poder de polícia, a educação deve ser a base para redução da violência. “Entendemos que é necessária a Polícia Militar com o seu aparato e a guarda municipal contribuindo e colaborando, porém o mais importante é o investimento em educação, e já estamos fazendo isso, inclusive com professores, funcionários e alunos querendo, todos, alcançar a nota do IDEB”, disse Herzem.

Nas discussões, especialistas na área de segurança pública falaram sobre a relevância da criação da Secretaria. Para o coordenador da Polícia Civil e responsável pelo Distrito Integrado de Segurança Pública (Disep), delegado Cléber Rocha, a Secretaria de Segurança Pública e Ação Social deverá também promover a integração das ações de prevenção à violência que atualmente são executadas por outras secretarias, entre elas Saúde, Educação e Desenvolvimento Social.

O delegado de polícia do Estado da Bahia, Valdir Barbosa, ressaltou que o debate é altamente significativo. “A segurança pública é constitucionalmente obrigação do Estado e responsabilidade de todos, por isso a necessidade dessa discussão em todos os âmbitos”.
Para o presidente do Conselho Municipal de Segurança Pública, Célio Barbosa, a iniciativa da audiência pública foi louvável. “Ficamos felizes, pois sabemos que a segurança é importante e temos que buscar melhorias para nossa cidade”.

A comunidade presente parabenizou a iniciativa do debate e da criação da Secretaria de Segurança Pública e da Guarda Municipal. “A nossa cidade anda muito violenta, mas acreditamos que a criação desses instrumentos vai fazer com que essa realidade mude e voltaremos a ser uma Conquista de paz”, disse o mecânico Rogério Santos. E a dona de casa Ana Maria Oliveira completou: “queremos ver os guardas municipais ajudando as polícias militar e civil no combate a criminalidade. Acho que isso é uma vitória para todos nós.